7 Erros ao Falar em Público – Técnicas de Oratória

Tempo de leitura: 8 minutos

O que não fazer ao falar em público

Você sabe me dizer quais são os erros que você não deve cometer ao se apresentar diante de um público? Você sabe como falar em público de forma envolvente? Como falar em público com confiança e vencer a timidez? São muitas as perguntas… Muitas vezes, ao fazermos uma apresentação nos sentimos inseguros, nervosos e acabamos esquecendo um tópico ou outro, gesticulamos demais ou falamos muito pausadamente.

Você sabe como falar em público de forma envolvente? (Imagem: Divulgação)

E por isso, no artigo de hoje, vou falar sobre sete erros para você não cometer quando estiver se apresentando em público. Detalhe, essas dicas servem se você for apresentar uma palestra, ou um trabalho na faculdade, ou um projeto para um novo cliente, ou qualquer outro contexto que você terá uma audiência… E o melhor é que essas dicas vão potencializar a sua apresentação!

Primeiro erro ao falar em público – Descontrole Emocional

Muitas pessoas ficam muito nervosas, ansiosas, tensas e inseguras quando vão falar em público. Mas pode ser que você esteja pensando: “Mas Gi, como assim? Ficar ansioso é um erro?” E minha resposta é simples: “Sim! É um erro.”

Ficar ansioso é um erro? (Imagem: Divulgação)

Mas calma que vou te explicar o porque… Na verdade, funciona assim, se você estiver inseguro ou ansioso, você vai passar essas emoções para o público, principalmente através dos seus comportamentos não verbais; por exemplo, a pessoa quando está se sentindo insegura, tensa ou ansiosa e ela ficar muito tempo com a mão no bolso, ou com as mãos para trás (sabe, meio que escondendo as mãos…), se a pessoa ficar muito tempo movimentando as mãos (fazendo um monte de gestos sem estratégia nenhuma), ou se ela começar a falar muito rápido, todos esses são comportamentos que demonstram a ansiedade e a insegurança… e o que vai acontecer? Ela não vai passar credibilidade para o público, pelo contrário, ela vai passar uma imagem de amadorismo!

Segundo erro ao falar em público – Dar um branco

Sabe aquele tipo de situação onde você está falando em público e no meio de uma explicação, de repente a informação some do seu cérebro?! Sabe quando dá aquele branco e você do nada esquece o que iria falar?! Pois é, esse é outro erro que acontece ao falar em público! Inclusive, um erro péssimo! Mas, calma… O branco é uma consequência do primeiro erro, o descontrole emocional. Sim, o primeiro erro gera o segundo.

Dar branco é uma consequência do descontrole emocional. (Imagem: Divulgação)

Agora, pior do que você ter um branco na sua apresentação é você dizer em voz alta: “Vixi… Eu me esqueci o que eu ia dizer…” ou “Espera aí… deixe-me lembrar… Aí… O que eu ia dizer mesmo?!” Isso definitivamente é um erro, pois nesse momento, você anuncia para toda a sua audiência que teve um branco! E para piorar (sim, ainda dá para piorar)… ao buscar lembrar o que é que você queria dizer, o nervosismo e a insegurança aumentam e aí você se perde ainda mais. Por isso, busque controlar suas emoções, e os brancos não irão aparecer.

Terceiro erro ao falar em público – Tensão

Esse erro acontece quando a pessoa que está falando em público está tão tensa, mas tão tensa, que a sua postura fica muito rígida e o público consegue perceber a tensão através da sua postura. Como exemplo, eu me lembro de uma aluna minha num treinamento de oratória presencial que dei em São Paulo… uma super empresária, super profissional, uma pessoa que tinha muito conhecimento e que dominava o conteúdo. Imagina uma pessoa incrível e muito competente… Era ela! Mas, quando ela começou a apresentação… ficou tão tensa, tão nervosa que pressionava as mãos fechadas ao ponto de não circular o sangue.

Relaxe seu corpo e sua mente. (Imagem: Divulgação)

O público conseguia ver a mão dela branca… Seu corpo entrega as suas emoções e isso pode prejudicar a sua apresentação em público! Portanto, relaxe! Relaxe o seu corpo, relaxe sua musculatura, procure não ter uma postura rígida, senão não vai conseguir gerar conexão com o seu público.

Quarto erro ao falar em público – Gestos mecânicos

Por culpa da tensão, algumas pessoas adotam uma postura rígida quando estão falando em público e acabam fazendo gestos mecânicos. O mais comum é grudar os cotovelos no tronco e fazer gestos presos. Não precisa ser assim. Seja solto e espontâneo ao falar em público! Se você quer fazer um gesto para marcar o que está dizendo, ou se você quer colocar a mão no bolso (porque está ligado ao tema e você quer passar descontração), não tem problema, faça!

Seja solto e espontâneo ao falar em público! (Imagem: Divulgação)

Mas um ‘Ps’ aqui… não fale o tempo todo com as mãos no bolso, esse é um outro erro! Lembre-se, se você estiver relaxado e confortável com o seu próprio corpo, vai sentir-se mais seguro ao falar sobre o tema e passará confiança a audiência. Uma postura enrijecida e gestos mecânicos são erros péssimos ao falar em público.

Quinto erro ao falar em público – Não olhar para o público

Quando você faz uma apresentação diante de um público e ela olha para todos os lugares, menos para as pessoas que a assistem… definitivamente isso é um erro! É necessário olhar na direção de quem está te ouvindo. O olhar conecta! Se você fizer toda a sua apresentação olhando para o nada, ou para baixo ou então olhando apenas para os slides, você não vai gerar uma conexão com a audiência.

O olhar conecta! (Imagem: Divulgação)

Se você está conversando com alguém por exemplo, e a pessoa não olha para você durante toda a conversa, é esquisito, não é? Ao falar em público é a mesma coisa. Você precisa olhar para a pessoa enquanto conversa com ela. Lembre-se sempre disso, fará toda a diferença na sua apresentação!

Sexto erro ao falar em público – Expressão facial

Algumas pessoas quando estão diante de um público se apresentando, estão tão focadas no conteúdo que elas têm que passar, que simplesmente se esquecem da emoção. Imagina a seguinte cena… uma pessoa se apresentando em público e falando sobre gestão do tempo e procrastinação, e quando ela começa a falar a frase: “Aquela pessoa que procrastina, perde resultados na vida, ela deixa de crescer, deixa de se desenvolver…” Agora imagina que ela fala essa frase com um sorriso no rosto.

A emoção e a fala tem que ser condizentes uma com a outra. (Imagem: Divulgação)

Aí eu te pergunto: O que a expressão facial, o que o sorriso tem a ver com o assunto? NADA. Logo, a expressão facial e a emoção que está passando são incongruentes! Esse é um erro péssimo! Quando você está falando em público a fala e a emoção tem que ser condizentes uma com a outra (na verdade em todas as suas comunicações).

Sétimo erro ao falar em público – Velocidade da fala

Você já conversou com algumas pessoas que quando falam, falam tão rápido que você mal consegue entender o que ela está querendo dizer?! Ou de repente, você já conversou com alguma pessoa que falava tão devagar e pausado que chegava a dar um ‘’faniquito’?! Mas afinal o que é melhor? Falar rápido ou falar pausado?

Falar rápido ou falar pausado? (Imagem: Divulgação)

A melhor estratégia para a velocidade da fala na oratória é você alternar a velocidade, em alguns momentos você vai falar rápido, para chamar atenção, e alguns momentos você vai falar pausadamente, dando ênfase. A velocidade da fala é um erro terrível que muitas pessoas cometem ao falar em público. Lembre-se de alternar a velocidade de acordo com o resultado que você quer alcançar ao falar em público!

E se você quiser mais dicas de como falar em público com eloquência, com segurança e persuasão, quero te convidar a fazer o download do meu livro digital “7 Erros que travam uma pessoa na hora de falar em público – e suas 7 soluções”

Agora é com você!
Coloque em prática as dicas e treine não cometer esses erros quando estiver se apresentando diante de um público!

Um forte abraço, Gi Isquierdo
Psicóloga & Master Coach – Especialista em destrave emocional
Crp 08/09186

Ps. Se quiser mais conteúdo sobre esse tema, confira o meu vídeo:

Comments

comments