fbpx

Escrito por: Artigos

Autossabotagem, Psicologia & Neurociência – Parte 1

autossabotagem

Será que você está se sabotando?

Neste artigo vou compartilhar com você o que é autossabotagem e como a psicologia e a neurociência podem te ajudar a enfraquecer a sua voz sabotadora e fortalecer a sua voz sábia.

Sim, as palavras utilizadas são ‘enfraquecer’ e ‘fortalecer’, pois não é possível você parar de uma vez por todas com isso (infelizmente)… masssss tem como você tomar consciência disso e assim, CONSCIENTEMENTE, decidir ouvir sua voz sábia e não a sabotadora.

o que é autossabotagem

Para começar vamos entender o que é autossabotagem! 

Autossabotagem é…

Autossabotagem é quando você mesmo se boicota, é quando você coloca obstáculos para alcançar seus objetivos e também, é quando você se autodeprecia. Ou seja, é quando você não vive a sua melhor versão.

Para você entender exatamente o que é a autossabotagem e como ela funciona, vou contar um trecho da minha história… E olha, psicólogo só fala de si quando é terapêutico para o outro.

O meu nome é Gislene Isquierdo. Prá começar, eu já sofria bullying quando eu era criança, porque lá na minha casa a mais velha chama Gisele, que é um nome muito comum… inclusive é comum me chamarem de Gisele, Gislaine… E eu atendo. Eu era zoada quando criança por causa do meu nome. Hoje eu super aceito o meu nome, eu gosto do meu nome.

Mas, olha só! Esta daqui é a versão Gi hoje, 2020: 

 

  • Psicóloga e Neurocientista
  • Empresária e fundadora do UAU  DH
  • Mais de 20 anos de experiência em área corporativa
  • Internet e presencial

 

 

Mas, nem sempre foi assim…

1997 – Quando eu entrei para a faculdade de Psicologia, eu morria de medo de falar em público. Toda vez que eu tinha que me apresentar era um sofrimento. Eu gaguejava, eu sofria, eu ficava ensaiando dizer o meu próprio nome. Eu ficava vermelha, eu travava. Eu estava começando a trabalhar em uma área de Recursos Humanos de uma empresa. 

Para você ter uma ideia, eu não gostava de tirar foto, eu não gostava de sorrir, eu não gostava da minha voz. Esta daqui era eu:

Se você voltasse no tempo, para essa Gi aí, e dissesse que ela ia ter um canal do Youtube… ela diria: “Mentira!’

Porque era essa a frase que eu dizia pra mim mesma:

“Eu não sou boa o suficiente.”

“É muito difícil. É muito difícil eu me expressar. É muito difícil eu me comunicar. É muito difícil eu controlar as minhas emoções.”

“Eu sou só uma menina do interior.”Eu nasci em uma cidade chamada Santo Inácio. Hoje eu moro em Londrina, que continua sendo interior do Paraná. Inclusive, na Aula 1 do Workshop Apresentação de Impacto, eu conto a minha história. Vale muito a pena você assistir.

Eu tinha muitas coisas que me sabotavam. Eu me achava inferior. Eu me via de uma forma tímida. E essas eram as frases que eu dizia pra mim. Isso era um diálogo interno que se repetia dentro da minha cabeça. 

Se você voltasse lá pra Gi de 1997 e falasse: 

“Você vai ter um canal no Youtube. No seu canal do Youtube você vai falar sobre Psicologia e Neurociência aplicada à vida. Você vai ajudar as pessoas a se empoderarem. No seu canal do Youtube você vai ter mais de 633.000 pessoas inscritas, mais de 1245 vídeos – é muito conteúdo! Se você falasse pra mim que apenas em 28 dias mais de 338.000 pessoas, únicas, assistiriam um conteúdo meu…” 

capa youtube gi isquierdo

Eu iria dizer:

“Eu?! Imagina! Eu não sou boa o suficiente!”

Se você falasse:

“Gi, você vai falar sobre autossabotagem, sobre oratória, sobre o medo de falar em público, você vai falar sobre autoestima… Você vai ajudar as pessoas a vencerem a timidez.”

videos youtube gi isquierdo

Eu iria dizer:  “É impossível!  Eu não sou boa o suficiente.”

“Gi, você vai ter Homepage, vai publicar conteúdo lá. Você vai ter  conteúdo praticamente todos os dias nos stories no Instagram. Você vai publicar conteúdo para ajudar as pessoas através do LinkedIn. Você vai ter um UAU Cast, um podcast. Gi, você vai publicar conteúdo no seu site para as pessoas.”

midias-gi

“Inclusive um dos conteúdos é um livro que você vai distribuir gratuitamente: Falar em Público: do medo à auto confiança.” 

ebook-gi

Eu iria dizer:

“Quem? Eu? Impossível! É muito difícil. Eu sou só uma menina do interior.”

 

“Gi, você vai viajar o Brasil inteiro atendendo diversas empresas nacionais, multinacionais, dando palestras, treinamentos, atendendo os executivos, ajudando-os a se desenvolverem…”

“Eu?”

“Gi, você vai lançar um curso de desenvolvimento profissional, o Efeito UAU, para as pessoas falarem em público, arrasarem na sua comunicação. Para as pessoas poderem sentir-se seguras e confiantes, mesmo que estejam filmando, mesmo diante de uma câmera. Gi, no seu curso você vai ensinar as pessoas a darem palestras, treinamentos, a gravarem vídeos, a fazerem Lives UAU!” 

“Eu?”

“Gi, você vai ajudar as pessoas a fazerem tudo isso e ainda a serem reconhecidas por isso, se sentirem satisfeitas. 

  “Imagina! Impossível!”

“Gi, você vai lançar um curso chamado Minha Melhor Versão, para ajudar as pessoas na sua área pessoal, nos seus relacionamentos, na sua autoestima, para pararem de se sabotar, para elevarem a autoestima das pessoas que elas amam, para melhorar  a forma com que elas se relacionam com as pessoas de modo geral.

Gi, você vai ajudar as pessoas nesse curso a estabelecerem os seus objetivos e realmente alcançá-los.

Gi, além de tudo isso você vai gravar um curso específico para liderança para desenvolvimento profissional com técnicas, com fundamentos da Psicologia e da Neurociência para a gestão de pessoas.

Gi, nesse curso você vai ajudar as pessoas a gerenciar o time, a influenciar o time, a terem melhores resultados.  

Gi, você vai ajudar, nesse curso de liderança, a que o líder saiba lidar com as situações mais desafiadoras, para que ele seja um líder UAU mesmo nesse processo. 

Gi, você vai ajudar as pessoas a serem mais do que líderes. A serem líderes UAU. Porque líder é aquele que faz a coisa acontecer, o líder UAU faz acontecer de uma forma positiva.”

Eu ia dizer:

“Quem? Eu? Eu não sou boa o suficiente!” 

“Sou só uma menina do interior.”

“É muito difícil tudo isso que você está me falando.”

Eu me sabotava.

Se você falasse tudo isso pra mim: cursos online, canal gratuito para ajudar as pessoas. Eu ia dizer: 

“Quem? Eu?”

“É impossível!”

Porque a voz que eu tinha dentro de mim, mais forte, era uma voz sabotadora. 

“Eu não sou boa o suficiente.”

“É muito difícil.”

“Eu sou só uma menina do interior.”

Aí eu pergunto: 

Você conhece alguém que diz frases como essas a si mesmo?

Você conhece pessoas… alguém próximo de você, talvez BEM próximo a você, que diz frases como essas a si mesmo?

Você conhece alguém que se sabota desse jeito? Que puxa a sua energia para baixo? A sua energia vital? A sua auto confiança?

Pois é. Eu conhecia alguém bem perto de mim, que quando eu me olhava no espelho eu via o olho dessa pessoa. Eu mesma. Eu fazia isso.

arte-workshop

E porque eu estou te contando toda essa história? Porque se você falasse pra mim

 que eu ia realizar tudo isso, inclusive, realizar eventos gratuitos, por exemplo como o Workshop Apresentação de Impacto, eu ia dizer: 

“Imagina! Impossível!”

E agora eu te pergunto: O que você tem dito para si mesmo que é impossível?

Eu te convido a pensar nos seus objetivos pessoais e profissionais e agora responda:

“O que você tem feito ultimamente que está te afastando dos seus objetivos? O que você tem feito que está te colocando para baixo ou pior, o que você tem dito a si mesmo, que está te depreciando?

Mas por que que eu te contei a minha história?

Por que eu te mostrei as conquistas que eu tive ao longo da minha carreira e a frase que eu dizia para mim lá atrás?

Porque AUTOSSABOTAGEM nada mais é do que você se boicotar. 

Eu tinha um sonho. Estava fazendo Psicologia para isso: de transformar as pessoas, de ser um canal de desenvolvimento na vida das pessoas. Mas, como é que eu ia fazer isso com o outro se eu me boicotava?

Quando eu tinha que me apresentar, dizer o meu nome na sala de aula, eu travava, ficava nervosa, ficava vermelha, eu gaguejava. Enquanto os outros estavam se apresentando eu ficava ensaiando o que eu ia responder!

        • AUTOSSABOTAGEM é quando você se boicota.   
        • AUTOSSABOTAGEM é quando você coloca obstáculos para alcançar o seu próprio objetivo.
        • A AUTOSSABOTAGEM é quando você fala a si mesmo…

Frases negativas. Exemplo:

  1. “É muito difícil! Eu não vou conseguir.”
  2. Perguntas que distorcem a sua visão. Exemplo:
  3. “Por que não dá certo pra mim?”
  4. “Por que que nunca, nada dá certo pra mim?”
  5. Não será que a pergunta sábia para se fazer a si mesmo não seria:
  6. “Como eu preciso fazer para que as coisas dêem certo pra mim?”

Pior é a repetição dessas frases. E aí você alcança o topo da AUTOSSABOTAGEM!

Mas o que fazer diante disso? E a resposta é simples: use a psicologia e a neurociência a seu favor!

Como? Vou te explicar, funciona assim: Um pensamento gera um sentimento. O sentimento influência nos seus comportamentos. E são os seus comportamentos que conduzem aos resultados. Por isso “vigiai os vossos pensamentos”!

  •  Para você entender tudo isso de uma forma mais completa, te convido a CLICAR AQUI e assistir à aula que dei no canal do Youtube (a aula na íntegra tem 2 horas e 23 minutos, é um verdadeiro curso sobre o tema e tudo de graça pra você; mas a partir do dia 10/08, você só terá acesso a uma parte dessa aula. Então CLIQUE AGORA e assista!).
  • Ah! E inscreva-se AQUI para participar das aulas ao vivo toda segunda-feira às 15 hs (hr de Brasília)! As aulas UAU de psicologia e neurociências aplicadas à vida são online e ao vivo (e a versão ao vivo é de graça). CLIQUE AQUI  e inscreva-se!

Abraços, Gi Isquierdo

Psicóloga & Neurocientista

Crp 08/09186

(Visited 130 times, 1 visits today)
Last modified: 13 de agosto de 2020