fbpx

Escrito por: Artigos

Autossabotagem, Psicologia & Neurociência

autossabotagem

Bem vindo de volta! Neste artigo vou compartilhar com você o que é autossabotagem! Afinal, a psicologia e a neurociência podem te ajudar não apenas a enfraquecer a sua voz sabotadora, como fortalecer a sua voz sábia. Desta forma, você conseguirá ter a autoconfiança que sempre quis!

Primeiramente, você deve estar se perguntando o motivo de eu ter usado as palavras “enfraquecer” e “fortalecer”. Apesar de ser possível reduzir ou aprender a controlar, não é possível acabar de uma vez por todas com o problema da autossabotagem. Porém, tomando consciência do que acontece é possível decidir ouvir sua voz sábia e não a sabotadora. Então, sabendo dessas informações, vamos aprender o que é autossabotagem!

O que é autossabotagem?

É possível você que já tenha ouvido sobre autossabotagem, até mesmo praticado ou conhecido alguém que pratica. Em suma, autossabotagem é quando você se boicota, ou seja, é quando você coloca obstáculos para alcançar seus objetivos. Similarmente, podemos dizer que você está se sabotando quando se autodeprecia. Em outras palavras, é quando você não vive a sua melhor versão. Embora pareça uma palavra difícil, é um comportamento muito comum! Ainda que seja feito com uma certa frequência por muitas pessoas, a autossabotagem de forma alguma é benéfica. 

Para que você entenda exatamente o que é a autossabotagem e como ela funciona, vou contar um trecho da minha história. Afinal, todos nós podemos ter esse comportamento sem perceber!

Antes de mais nada, você precisa saber que quando eu entrei para a faculdade de Psicologia, em 1997, eu morria de medo de falar em público, visto que eu era muito tímida. Por consequência, toda vez que tinha que me apresentar era um sofrimento, ou seja, eu gaguejava, sofria, ficava ensaiando dizer o meu próprio nome. Além do mais, como se não fosse suficiente passar mal sempre que me apresentava, eu não era nem um pouco confiante com meu sorriso, minha voz… Sobretudo, eu não gostava de tirar foto!

Como toda a certeza, se você pudesse voltar no tempo e dizer para para essa Gi que ela ia ter um canal do Youtube, ela não acreditaria a menos que você a provasse.

Por isso, se você falasse: “No seu canal você vai falar sobre Psicologia e Neurociência aplicada à vida e como resultado 630.000 pessoas vão começar a se empoderar, de tal forma que, em apenas 28 dias, mais de 338.000 pessoas assistirão um conteúdo seu! Só para exemplificar, os temas quee você abordará são sobre autossabotagem, sobre oratória, sobre o medo de falar em público, sobre autoestima… Dessa forma, você vai ajudar as pessoas a vencerem a timidez. Além disso, vai publicar conteúdo para ajudar as pessoas através do LinkedIn, do UAU Cast, da sua Homepage, nos stories do Instagram. Também vai publicar conteúdo no seu site! Inclusive, um deles é um livro que você vai distribuir gratuitamente: Falar em Público: do medo à auto confiança.”

É provável que a Gi do passado dissesse: “Certamente, esta não sou eu, pois não sou boa o suficiente, já que tenho muita dificuldade de me expressar, me comunicar e controlar as minhas emoções. Inegavelmente, todos me veem como eu sou: só uma menina do interior.”

Eu pensava muitas coisas que me sabotavam, ou seja, me achava inferior. Em virtude disso, essas frases horríveis se repetiam dentro da minha cabeça. Por consequência, eu me sabotava. 

Desta forma, reflita: Você conhece alguém que diz frases como essas a si mesmo? É possível que sim. Eu conhecia alguém bem perto de mim, com toda certeza. Aliás, conhecia muito bem, já que era eu mesma.

O que você tem dito para si mesmo?

Provavelmente, você tem objetivos, sonhos e metas. Por isso, te convido a pensar nos seus objetivos, principalmente os pessoais e profissionais. Depois que você tirar seu tempo para refletir, me responda: o que você tem feito ultimamente que está te afastando dos seus objetivos, ou te colocando para baixo? Em outras palavras, o que você tem dito a si mesmo que está acabando com sua força de vida?

Autossabotagem nada mais é do que você se boicotar. 

Inegavelmente, o que nós falamos e pensamos tem muito efeito nas nossas emoções. Por isso, o uso frases negativas te sabotam! Aliás, pior ainda é a repetição delas, pois é aí que você alcança o topo da autossabotagem! Só para ilustrar a ideia, deixo aqui algumas sentenças:

  1. “É muito difícil! Certamente, eu não vou conseguirei.”
  2. “Por que não dá certo pra mim?”

Em vez de pensar de modo negativo, você pode reconstruir a frase, ou seja, usar menos palavras com sentido negativo. Não apenas isso, como também é necessário reforçá-las em seus pensamentos. Por exemplo:

“O que eu preciso fazer para que as coisas dêem certo pra mim?”

Então, como resolver os pensamentos negativos?

Surpreendentemente, a resposta é simples: use a psicologia e a neurociência a seu favor!

Em resumo, funciona assim: um pensamento gera um sentimento que influencia nos seus comportamentos. Estes, então, são os que nos conduzem aos resultados. Por isso, “vigiai os vossos pensamentos”!

Para que você compreenda tudo isso de uma forma mais completa, te convido a CLICAR AQUI e assistir à aula que dei no meu canal do Youtube! Desta forma, você ficará sabendo muito mais sobre esse tópico! Além disso, aproveite e inscreva-se AQUI para participar das aulas ao vivo toda segunda-feira às 15 hrs (hr de Brasília)! Inclusive, as aulas UAU de psicologia e neurociências aplicadas à vida são online e ao vivo, então já marque no seu calendário! 

Enfim, espero ver vocês por lá!

Abraços, Gi Isquierdo

Psicóloga & Neurocientista

Crp 08/09186

(Visited 224 times, 7 visits today)
Last modified: 13 de outubro de 2020