fbpx

Escrito por: Artigos

Como controlar as emoções em tempos difíceis

tempos difíceis

Hoje estamos vivendo um momento muito desafiador por conta da pandemia mundial. Com isso, muitas perguntas estão sendo geradas. Um delas é: como podemos controlar as nossas emoções diante deste problema?

Antes de mais nada, vou explicar como nosso cérebro funciona. Em uma situação difícil, o nosso sistema nervoso central libera neurotransmissores que influenciam em nossas emoções de forma positiva ou negativa. Em outras palavras, o que nós vivenciamos afeta a gente diretamente. Sobretudo, o que precisamos fazer é manter o equilíbrio emocional, pois desta forma compensamos a liberação contínua, exacerbada, de neurotransmissores negativos e estimulamos a liberação dos neurotransmissores positivos.

A serotonina, bem como a endorfina e a dopamina são os neurotransmissores do prazer, do bem estar e da felicidade, ou seja, os neurotransmissores positivos. Sabendo disso, como eu aumento a liberação deles?

Eu te respondo! Um modo de melhorar isso é tomando um antidepressivo, um ansiolítico, que são medicamentos que agem direto no seu sistema nervoso central. Portanto, se você já faz algum tipo de tratamento como esse é hora de você continuar. Não corte nenhum medicamento! 

Existem também formas mais naturais de influenciar nossas emoções e eu vou te contar agora!

A música influencia suas emoções!

O meio externo, acima de tudo, influencia na liberação dos neurotransmissores. Como já falamos, eles intervém nas emoções que você vai ter, então fique atento! Promova uma situação que possa te influenciar positivamente, como ouvir música, por exemplo! Ela influencia nos nossos estados emocionais, ou seja, te faz mais feliz ou mais triste. Escolher uma música que te deixe alegre, consegue sim alterar suas emoções!

Uma prova disso é que um atleta olímpico não pode competir ouvindo música, visto que ela dá energia para ele continuar nos momentos de exaustão, resultando em algo que seria uma desvantagem para os outros concorrentes. Colocando de forma clara, seria quase trapaça!

Não subestime o poder da música!

Cuidado com o que você assiste!

Aquilo que você vê também interfere no seu estado emocional. Por isso, tenho outra dica: cuidado com o tanto de notícias e jornais que você vai assistir… Ou melhor, cuidado com as fake news!

Primeiramente, consuma um canal de notícias que você confia para que o excesso de informações (muitas vezes confusas) não te deixe mal! Qual é o canal que você sabe da idoneidade, você sabe que é bom, que é ético, que vai trazer a verdade para você? Acompanhe esse canal e depois esqueça os outros!

Em segundo lugar, não fique fuçando na internet em busca de qualquer notícia. Em vez disso, busque um conteúdo para você se desenvolver, use esse tempo para se capacitar, para ler. No meu site, por exemplo, tem 4 livros que eu escrevi, gratuitos para você!

separador

Em suma, o que nós precisamos agora é ter energia para continuar essa jornada da melhor forma possível, sem começar a bater a cabeça na parede, sem começar a ser grossos com as pessoas que mais amamos e, certamente, sem se desesperar!

Depois disso tudo que te contei sobre o consumo e a influencia dele nas suas emoções, o que você você vai escolher fazer a partir de hoje? Deixe pra mim nos comentários a mudança que você pretende realizar e de que forma você vai ser mais seletivo!

Abraços,

Gi Isquierdo

Psicóloga e Neurocientista

CRP 08/09186

(Visited 69 times, 1 visits today)
Last modified: 2 de setembro de 2020