fbpx

Escrito por: Sem categoria

Saúde mental e emocional na quarentena

Nossa saúde emocional impacta na nossa saúde física e neste período de pandemia, mais do que nunca, é importantíssimo você ter e manter a sua saúde! Por isso, vou compartilhar com você 10 dicas para que você tenha mais saúde mental e emocional neste período de quarentena e cuidados extras!

1 – Cuidado com o excesso de informações.

homem sentado à mesa, com papéis de todo tipo caindo do céu, representando muita informação para uma pessoa só

Estamos em um período em que informação, mais do que nunca é muito importante. Se você não tiver a informação correta você pode colocar a sua vida em risco e a vida das outras pessoas ao seu redor. Informação é muito importante, mas cuidado com o excesso de informação! Por isso, busque um canal de informações que você confia e busque as informações atualizadas lá. E cuidado principalmente,  com aqueles grupos no Whatsapp que tendem a mandar um monte de fakenews! Antes de pensar em compartilhar algo, verifique se é verdade!

2 – Cuide de suas emoções.

Por que? Porque as nossas emoções interferem no nosso corpo e o nosso corpo interfere em nossas emoções. Por exemplo: uma pessoa que está com muita fome fica mais irritada; e o contrário, uma pessoa que está muito irritada vai lá e ataca a comida ou perde a fome.

uma menina, representada 4 vezes, uma ao lado da outra, em diferentes momentos de emoção: triste, feliz, em dúvida e estressada.

Você precisa cuidar das suas emoções. Busque perceber quando você não estiver bem e o que faz com que você sinta-se assim, ao mesmo tempo que é importante saber o que te faz sentir-se bem e é claro, buscar repetir isso mais vezes no seu dia a dia!

Para cuidar as suas emoções eu vou te dar três dicas que eu particularmente utilizo muito, e que também ensino meus alunos no meu curso online “Minha Melhor Versão” a utilizarem. 

Dica nº 1: ouça música.

A música tem o poder de mudar o estado emocional de uma pessoa. Por exemplo, quando você assiste um filme, tem a música do suspense, tem a música do romance, tem música pra uma cena mais leve e divertida, enfim, tem música prá tudo. Comece o dia ouvindo música. Uma música que te dê energia, uma música que te anime, uma música que traga à tona a sua melhor versão, sua versão grata, sua versão motivada.

A música é tão séria, que tem pesquisas que comprovam isso; por exemplo, atletas olímpicos não podem fazer as provas ouvindo música porque isso altera o nível da sua disposição física, isso quer dizer que, pode ser que o atleta esteja cansado, exausto, querendo desistir e ao ouvir uma música que o empodere, que transmita energia, ele revigora suas forças e termina a prova. Para você ter uma ideia, numa prova olímpica, a música chega a ser considerada dopping.

Por isso, ouça música e deixe-se absorver por ela!

Dê um basta! Melhore a sua autoestima.

Dica nº 2: descubra o que te abastece.

Responda: o que é que te abastece? o que renova a sua energia? Assim como um celular precisa de bateria para funcionar, você também precisa… Da mesma forma que o celular precisa estar recarregado, você, para funcionar, precisa estar recarregado, as suas energias precisam estar cheias!

O que faz você se sentir repleto de energia, de gás, de motivação? Coloque essas ações na sua lista diária e abasteça-se!

Dica nº 3: combine as atividades.

Eu sei que durante o seu dia você não vai conseguir fazer só o que você gosta; por isso, quando você tiver que fazer alguma atividade que te dê menos prazer, associe junto a ela uma outra que te dê mais prazer. Vamos a um exemplo bem pessoal! Neste período de quarentena eu estou trabalhando praticamente 100% em home office e está sendo bastante desafiador. Assim, eu que não passava a minha roupa, agora tenho que passar… E adivinha? Eu não gosto de passar roupa. Para mim é praticamente uma perda de tempo. Eu gosto da roupa passadinha, mas não gosto de passar. Então, quando eu estou passando roupa (atividade menos prazerosa) eu ouço um podcast, ou eu vejo um vídeo, às vezes até mesmo, assisto a uma série (atividade prazerosa).

Aproveite o seu tempo! Àquilo que você não gosta muito de fazer, acrescente algo que você gosta, que te dê prazer e some as duas atividades!

3 – Cuide do seu corpo.

Como o seu corpo influencia nas suas emoções e as emoções no seu corpo, você precisa cuidar do seu corpo e para te ajudar nisso, vou compartilhar 6 orientações para você cuidar melhor do seu corpo:

a. Hidrate-se.

Nosso corpo é formado na sua maioria de água, e 75% da água que você ingere vai para o seu Sistema Nervoso Central, para o seu cérebro, vai para os seus neurônios. Mas o que isso quer dizer?

Quer dizer que, imagina que você está com uma super dor de cabeça, ou com dificuldade de concentração, ou irritação, ou com dificuldade para dormir… tudo isso pode estar ligado à falta de água no seu organismo! Então, hidrate-se durante todo o dia. Se você por acaso é daqueles que esquece de tomar água, coloque o seu celular para despertar a cada uma hora escrito: tomar água! Use a tecnologia a seu favor!

b. Faça atividade física.

O seu corpo é repleto de articulações e ele foi feito para se movimentar. Ao longo do dia coloque momentos para você vai ficar em pé e se movimentar. Você pode se movimentar ouvindo uma música (você já sabe o poder dela)! Ah! Se possível, faça isso logo pela manhã, assim você vai preparar o seu corpo para o dia, vai aquecê-lo!

Fazer atividade física é UAU, é vida! Peça orientação para um profissional e faça atividade física! Além de você ficar mais animado, você vai ficar mais feliz! Por que?

Porque quando você movimenta as suas articulações você ativa a liberação de serotonina e endorfina, que são neurotransmissores do bem estar e da felicidade. Se você ainda fizer atividade física ouvindo uma música que te dá prazer, você vai liberar dopamina, que é um neurotransmissor do prazer!

c. Use máscara!

Você vai na padaria, você vai na esquina da sua casa, você vai trabalhar… Você fazer uma caminhada ao ar livre no seu bairro, você vai na portaria buscar uma correspondência… Não importa, use a máscara! Nós brasileiros vamos ter que nos acostumar, nos adaptar a usar máscara (os orientais já fazem isso), é para o nosso próprio bem e para o bem das pessoas que você ama! 

d. Lave as mãos.

Lave as mãos a cada duas horas, principalmente se você estiver em um ambiente fora da sua casa. Mas não é aquela lavada ‘mequetrefe”! Lave direito, entre os dedos, tire o anel para lavar as mãos (de preferência, nem use), lave o punho… Capriche!

e. Use álcool gel.

Não tem como lavar as mãos? Então, use o álcool para higienizá-la! E, muito cuidado, não utilize álcool gel na cozinha. Em um lugar onde você vai ser exposto ao fogo. O álcool gel quebra um galhão nesse combate ao Corona vírus, ao Covid 19, para que a gente não espalhe esse vírus, para que as pessoas que a  gente ama não adoeçam.

f. Banho da cabeça aos pés!

Saiu de casa, foi ao mercado, foi trabalhar, chegou em casa, tire a roupa inteira, já coloca na área de serviço para lavar e vai tomar aquele banhão! Capricha no banho! Homens que usam barba, lave bem! Porque o vírus pode ficar nos pêlos e te contaminar. Às vezes, você próprio não vai ser afetado mas a pessoa que você deu um beijinho quando chegou em casa, pode ser afetada. Cuidado!

E, por falar em cuidar de si mesmo, aproveite! Este site tem muito conteúdo de psicologia e neurociências aplicadas à sua vida. Aproveite todo esse conteúdo para você se desenvolver e também para ajudar seus amigos e familiares!

4 – Use o seu tempo a seu favor.

imagem gráfica representando o controle de tempo. Calendário e relógios gigantes sendo movidos por duas pessoas.

Tem gente que fala assim: “Tempo é dinheiro.” Você já ouviu essa frase? Eu já ouvi muitas vezes, até que descobri que ela está errada! Tempo não é dinheiro. Tempo é vida. Dinheiro você perde, trabalha mais e ganha um novo dinheiro! Vida, não. Vida se você perde não tem como trabalhar para ganhar mais! Por isso, use o seu tempo a seu favor.

Você está mais em casa? Aproveite para organizar mais o seu armário, a sua gaveta, a sua mesa; inclusive isso pode ser super terapêutico. Ah, aproveita e coloque uma música ou um vídeo para você assistir e aplique o que aprendeu na dica num. 1!

Além de organizar as suas coisas, aproveite o tempo para fazer coisas que você gosta. Você gosta de ler? Tire um tempo para ler. Você gosta de um filme? Tire um tempo para assistir um filme. Você gosta de quebra-cabeça? Tire um tempo para montar quebra-cabeça. Se você gosta de viajar? Esse vai ter que esperar um pouco. Quanto mais você se cuidar agora mais rápido você vai viajar.

5 – Controle o que você pode e o que você não pode, deixe de lado.

uma menina meditando, em posição de lótus e olhos fechados, usando uma máscara de proteção no rosto. Há vírus gigantes em cima dela, mas ela se preocupa com o que ela pode controlar.

Para nós, seres humanos, ter controle das coisas é muito importante, isso nos dá estabilidade emocional. Agora, não queira controlar o que você não tem controle.

O que você tem controle? O que você vai fazer no seu dia, os seus pensamentos, as suas emoções! Isso você pode e deve controlar. Agora, o que você não tem controle, deixa prá lá!

Seja resiliente. Ser resiliente é a arte de sofrer pressão e voltar ao seu equilíbrio interno. Se você praticar o que eu compartilhei neste artigo, isso vai te ajudar a ser mais resiliente. Ou seja, vai te ajudar a resgatar o seu equilíbrio interno mais rápido.

Não queira controlar o que você não tem controle, porque se você fizer isso repetidas vezes, o seu nível de estresse vai lá prá cima (sugiro a leitura deste artigo sobre estresse). Estresse pode matar seus neurônios.

E, uma vez que o seu neurônio morreu, já era! Estresse baixa a imunidade, que é a única coisa que você não quer agora! Então: controle o que você pode e o que você não pode, deixe de lado.

6 – Estabeleça uma rotina.

Estabeleça uma rotina. Eu não disse: tente estabelecer. Faça. Estabeleça uma rotina e faça! Que horas você vai acordar? O que você vai fazer depois?

um menino se espreguiçando, com blocos de coisas para fazer em sua volta, indicando uma rotina a ser cumprida.

Planeje o seu dia com agenda. Hora para começar, hora para terminar. Se você por acaso não conseguir, pois de repente pode estar muito ansioso, sugiro que planeje o que você vai fazer para cada duas horas. Faça um planejamento mais curto, mas faça! Planeje as próximas duas horas e faça o que planejou! Planeje as outras duas e assim, sucessivamente. Esta é uma técnica da psicologia e chama-se “aproximação sucessiva”. Funciona! Estabeleça uma rotina para o seu dia e cumpra! Como eu gosto de dizer para meus alunos: hoje melhor do que ontem, sempre!

7 – Mantenha seus tratamentos.

Se você está fazendo algum tratamento, em especial com algum remédio que seja um psicofármaco, um ansiolítico ou um antidepressivo, não pare o seu tratamento. Não é hora para parar nada. Converse com o seu médico, faça teleconsultas – o Conselho de Medicina já aprovou – mas, não pare nenhum tratamento agora.

8 – Desenvolva-se!

Aproveite este período para você se desenvolver. Não vai durar para sempre.

Vai ter consequências? Vai.

É uma situação grave? É. Mundialmente grave. Muito grave, mas vai passar, com consequências, e você precisa estar pronto prá isso, você precisa estar preparado para isso. Então, use o tempo para se desenvolver.

Aqui no site tem muito conteúdo gratuito pra você se desenvolver, seja no blog como na aba livros (CLIQUE AQUI). Não perca tempo, desenvolva-se!

9 – Peça ajuda.

Se você não está bem, converse com a sua família, converse com alguém da empresa… peça ajuda. Se essa pessoa não foi hábil o suficiente para te ajudar e você realmente sentir que precisa de um profissional, se você perceber que as suas emoções não estão melhorando mesmo tendo aplicado tudo que você aprendeu aqui, não exite em pedir a ajuda de um psicólogo!

E agora, a última dica!

10 – Lembre-se que: você não está isolado!

diversas mãos, uma em cima da outra, representando união de um time.

Estamos em um momento de distanciamento social e não de isolamento social. Você não está isolado. Você não está sozinho. Existe uma comunidade toda, existe uma família, um time ao seu redor, torcendo com você. Vivenciando tudo isso junto com você. Use a tecnologia para se conectar com as pessoas. 

Por isso, vou terminar este artigo com um desafio. O desafio #EuTeAmo E #SintoSuaFatal

De quem você está sentindo falta? Quem você ama muito?

Declare-se para essa pessoa.

Podemos sim estar distantes fisicamente, mas podemos estar muito próximos emocionalmente.

Escolha três pessoas que você ama e que você está sentindo falta dessas pessoas, envie este artigo e envie junto um áudio dizendo: “eu te amo e sinto a sua falta”! Diga a ela: “queria muito ter você aqui comigo, queria te abraçar, te olhar nos seus olhos e dizer quanto que eu te aprecio, o quanto que eu te amo e o quanto você é precioso na minha vida”!

Bora entrar em ação!

Quando?

Agora!

Abraços,
Gislene Isquierdo
Psicóloga e Neurocientista
Crp 08/09186

(Visited 29 times, 1 visits today)
Last modified: 24 de julho de 2020